Seguidores

terça-feira, 11 de maio de 2010

Formação da 5ª Turma de Guardas Municipais de Varginha.

Foi realizada nesta última sexta-feira, 07/05, a aula inaugural para a Formação da 5ª Turma de Guardas Municipais de Varginha. A solenidade contou com as presenças do Prefeito Municipal, Dr. Eduardo Antonio Carvalho, do Reitor e do Vice-Reitor do Centro Universitário do Sul de Minas, o Ex-vereador e autor do Projeto de Lei da Criação da Guarda Municipal, Dr. Mauro Eugênio do Prado, do Vereador Verdi Lúcio de Melo, representando a Câmara Municipal de Varginha, Secretários Municipais e várias outras autoridades civis e militares, além dos familiares dos alunos.
 A nova turma de alunos guardas a partir da segunda-feira, 10/05, já estarão recebendo instruções diárias nas instalações do Campus II do UNIS. O conteúdo programático do curso segue a Matriz Curricular Nacional para as Guardas Municipais criada pelo Ministério da Justiça, através da SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública. 
O corpo docente do curso é formado por instrutores da própria Guarda Municipal e de professores do UNIS. 
O treinamento se divide em duas fases, sendo elas: a TEÓRICA, onde os alunos receberão noções de Direitos Humanos, Primeiros Socorros, Ética, Cidadania, Defesa Pessoal, Defesa Civil, Ordem Unida, Atuação na Comunidade Escolar e no entorno das escolas, Noções de Direito, Segurança Pública, Criminalística e Legislação de Transito, e a segunda parte é a PRÁTICA, onde eles aprenderão na prática à aplicar o que foi assimilado nos ensinamentos teóricos.

Mulheres em Guarda Municipal ainda é pequena

Quase 15% dos municípios com Guarda Municipal usam armas de fogo



A pesquisa Perfil dos Municípios Brasileiros, divulgada nesta terça-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostra que em 2004, 950 dos 5.560 municípios tinham Guarda Municipal no país. Deste total, 139, o equivalente a 14,6%, utilizam armas de fogo.



O uso de armas de fogo pelas Guardas Municipais é permitido em serviço nos municípios com mais de 50 mil habitantes e nas regiões metropolitanas. Os Estados que têm Guarda Municipal mas não fazem uso de arma de fogo são: Rondônia, Amazonas, Roraima, Amapá, Tocantins, Piauí, Minas Gerais, Santa Catarina e Goiás.



O Estado de São Paulo chama a atenção pelo percentual elevado de municípios com Guarda Municipal que usam arma de fogo: 43,8% entre os 194 municípios que têm Guarda Municipal.



As regiões Nordeste e Sudeste têm o maior número de municípios com Guarda Municipal. Os destaques são os Estados da Bahia, onde 188 dos 417 municípios contam com a Guarda Municipal, e São Paulo, dos 645 municípios, 194 dispõem desse instrumento de segurança.



As Guardas Municipais foram previstas pela Constituição de 1988 com atribuições ligadas à proteção do patrimônio público. Segundo o IBGE, observa-se uma falta de padrão de funcionamento entre elas, com grande variação de atribuições nos municípios em que estão implantadas.



De acordo com a pesquisa, as Guardas desenvolvem atividades diretamente ligadas à segurança pública. A proteção de bens, serviços e instalações é uma das atribuições principais em 918 municípios. Além dessa função, em 886 municípios, as Guardas fazem a vigilância e segurança patrimonial. Em 815, exercem atividade de auxílio ao público, em 708, de ronda escolar e em 638, de auxílio à Polícia Militar.



Nos cinco maiores municípios que têm Guarda Municipal (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Curitiba), o efetivo chega a 12.836 guardas, ou seja, 20% do total geral do País.



Quanto à participação de mulheres no efetivo das Guardas Municipais, a pesquisa mostra que é de 11,7% no País. Os maiores percentuais de mulheres no efetivo ficam em Mato Grosso (23,2%), São Paulo (16,0%) e Piauí (16,0%), e os menores, em Roraima (0%), Bahia (3,9%) e Espírito Santo (9,6%).

DUAS AMIGAS

DUAS AMIGAS
A PRIMEIRA FOTO Q CONSEGUI DAS DUAS JUNTAS